Campo de férias da Pascoa

A Erid – Associação Educar, Reabilitar, Incluir Diferenças http://www.aerid.net/j30/, disponibiliza na região de Castelo Branco um apoio multidisciplinar a crianças e jovens com NEE e Perturbações do Desenvolvimento e suas famílias.
Com o crescimento da Associação e sempre numa perspetiva inclusiva, tem sido também possível disponibilizar este serviço a crianças e jovens sem estas problemáticas e o apoio a adultos.
Tal como noutros períodos sem aulas, também nas férias da Páscoa a ERID tem um campo de férias http://www.aerid.net/j30/index.php/noticias/item/46-a-liberdade-de-imagem-a-tres-dimensoes, onde as crianças e jovens que participarem, não vão dar descanso à diversão.
As atividades são financiadas no âmbito do Projeto “Diálogos… ciência, tradição & cultura” (Fundação Calouste Gulbenkian).

TuxMath

Tal como o TuxPaint, também o Tux, of Math Command (TuxMath, abreviado) é um recurso educativo de código aberto mas neste caso vocacionado para a aprendizagem da Matemática.
Uma das bases da Matemática é o raciocínio rápido e aprender a desenvolvê-lo pode ser também divertido.
Este jogo educativo oferece atividades que podem ajudar as crianças a pensarem de forma rápida, a desenvolver a lógica matemática e a velocidade de raciocínio.
O seu objetivo é impedir a queda de cometas sobre os igloos do protagonista Tux e seus amigos (pinguins) através da resolução de operações de matemática.

Se escolher por exemplo “Play alone” (jogar sozinho) aparecem várias possibilidades. Na primeira por exemplo aparecem 7 hipóteses de trabalho, da mais simples para a mais complexa, desde a digitação de números, a adições diversas em que aumenta o grau de complexidade.

---
Tux Typing

Tux Typing é um software livre de digitação criado especialmente para crianças e que ajuda a teclar com mais rapidez e eficácia.
Apresenta dois jogos diferentes para se familiarizar com o teclado. No “Fish Cascade”, uma chuva de peixes cai sobre o faminto Tux. Cada peixe possui uma letra ou uma palavra escrita nele. Quando o jogador pressiona a tecla correspondente, ou digita a palavra apropriada, o Tux se posicionará para comer o peixe, visando que a criança aprenda a digitar e a soletrar.
No jogo “Comet Zap”, o Tux tem por missão defender o planeta perante o ataque de meteoritos, através da escrita correta de determinadas letras.
O Tux Typing permite escolher o nível de dificuldade e o tamanho das palavras a serem digitadas e apresenta ainda uma opção para praticar e melhorar a datilografia. Na tela aparecem mãos para mostrar qual o dedo indicado para digitar cada letra.
Este jogo é um excelente para as crianças aprenderem a mexer com o teclado, mas pode ser usado por todos para melhorar a digitação.
Apresenta vários tipos de jogos, em uma variedade de níveis de dificuldade. Foi projetado para ser divertido e educativo.

Na sequência do Ciclo de Seminários TAI que divulgámos ao longo deste ano letivo, nomeadamente o último Seminário "A voz dos educadores, professores, especialistas, estudantes e famílias" foi possível refletir sobre a importância das Tecnologias de Apoio nas Unidades de Apoio Especializado como suporte à escolarização e socialização dos alunos que as frequentam. Nesta reflexão destacou-se o papel dos professores de educação especial das Unidades em todo este processo educativo, sendo de extrema importância  a articulação entre os diferentes intervenientes deste processo, o trabalho colaborativo, a planificação e preparação de aulas/trabalho, o trabalho em casa com a família e acima a gestão de expectativas em relação ao trabalho desenvolvido e pretendido para o aluno.

Achámos que seria importante partilhar o vídeo apresentado nesse seminário pela professora Paula Simões que, nos falou de algumas experiências e práticas diárias, enquanto professora de educação especial na Escola Básica de Santo Amaro, numa Unidade de Apoio Especializado a Alunos com Multideficiência.

Neste vídeo a professora trouxe dois casos - a Sara e o Guilherme, dois alunos que utilizam as tecnologias de apoio para os ajudarem nas aprendizagens e no caso da Sara, para facilitar a sua comunicação.

 

Tapete de mesa com símbolos pictográficosAgora já pode utilizar o Picto.Cloud em português. No final do ano, traduzimos o Picto.Cloud, uma ferramenta que, como dissemos anteriormente, complementa as vastas possibilidades do programa Picto-Selector, adicionando a funcionalidade de acesso a tabelas de comunicação e a partilha com outros utilizadores através de um espaço online.

Para usar o site, precisa primeiro de criar uma conta na área de registo do Picto.Cloud. Em seguida, tem que responder à mensagem enviada para o seu endereço de correio electrónico após o registo. Depois, aceda à sua conta no Picto.Cloud e seleccione a chave privada (Private key). Finalmente, no Picto-Selector, vá às Configurações do utilizador e abra o separador do Picto.Cloud. Copie para aqui a sua chave privada. Depois de colocar a chave privada verá o estado das suas folhas e páginas no painel esquerdo do Picto-Selector.

No site do Picto.Cloud pode ainda ver como partilhar as suas tabelas com outros utilizadores, como actualizar as tabelas com as alterações realizadas, como carregar e descarregar tabelas, etc.

Para conhecer melhor algumas das características do Picto-Selector e inspirar-se com alguns exemplos de utilização, visite o espaço de exemplos do Picto-Selector. e inspirar-se com alguns exemplos de utilização, visite o espaço de exemplos do Picto-Selector.

 

Encontro Nacional Todos Juntos Podemos LerVai realizar-se no próximo dia 27 de janeiro, entre as 9h30 e as 18 horas, no Fórum Picoas, em Lisboa, o Encontro nacional Todos Juntos Podemos Ler. Este Encontro quer ser um momento de reflexão e partilha do trabalho realizado no âmbito do Projeto Todos Juntos Podemos Ler e, ao mesmo tempo, um desafio para pensar ações futuras com vista à criação de uma efetiva cultura inclusiva, na escola pública atual.

O projeto Todos Juntos Podemos Ler, iniciado em 2011, integra atualmente 72 Agrupamentos de Escolas. Resulta de uma parceria entre a Rede de Bibliotecas Escolares, o Plano Nacional de Leitura e a Direção de Serviços de Educação Especial e Apoio Socioeducativo da Direção Geral da Educação. Para além da promoção da leitura junto dos alunos com Necessidades Educativas Especiais, o projeto assume-se como um espaço de partilha de saberes, de experiências e de materiais pedagógicos.

Os destinatários preferenciais do Encontro Todos Juntos Podemos Ler são os Diretores, Professores Bibliotecários e docentes de Educação Especial dos agrupamentos que integram o projeto, mas todos os interessados poderão inscrever-se, ficando a sua participação apenas sujeita à lotação do espaço.

Este encontro está reconhecido pela Direção-Geral da Educação como ação de curta duração.

O CANTIC, que esteve ligado ao projeto Todos Juntos Podemos Ler desde o seu início, participa no Encontro com a dinamização de uma oficina de criação de Livros ilustrados com o Tar Heel Reader.

Pode descarregar o programa do Encontro Todos Juntos Podemos Ler (em formato PDF) e saber mais sobre este evento e inscrever-se na página do Encontro Todos Juntos Podemos Ler.

Boneco branco com chave douradaTal como a acessibilidade física tem repercussões que vão além do benefício estrito para as pesssoas com deficiência, criar um sítio web acessível tem virtudes e vantagens para um público vasto e para os próprios criadores.

O autor de um artigo recente no espaço Opensource.com lista quatro razões para investir na acessibilidade:

  1. SEO (Search Engine Optimization ou Optimização para Ferramentas de Busca) melhorada [a necessidade de proporcionar instruções claras aos utilizadores provoca maior clareza para os motores de busca]10
  2. Melhor experiência de utilizador para todos os visitantes e dispositivos [as páginas acessíveis permitem diferentes tipos de interacção com o conteúdo e são, normalmente, responsivas (responsive) ou seja, adaptam-se aos dispositivos em que são consultadas]
  3. Evitar processos judiciais caros e embaraçosos [o autor refere os processos movidos há dois anos a Harvard e ao MIT pela associação americana de surdos - a que mais tarde se juntou o Departamento de Justiça - devido à falta de legendagem dos cursos online]
  4. Aumentar o público do seu sítio tornando-o mais inclusivo [a usabilidade da internet é tanto mais fundamental quanto mais os utilizadores procuram funcionalidade, têm cada vez mais escolhas disponíveis e são cada vez mais um público diverso e com diferentes tipos de necessidades, recursos e competências].

Ou seja, fazer bem parece fazer muito bem.

Os comentários são nossos. O artigo completo 4 reasons why an accessible website is a win-win (em inglês) está disponível no portal Opensource.com.