Poema Direito a Ser com imagens das personagens do poema

Uma escola inclusiva aprende com os alunos (Sílvia Lemos)

O livro Como os Pássaros foi apresentado esta segunda-feira na sede do Agrupamento de Escolas da Alapraia. O subtítulo, Poemário de afectos, diz o conteúdo. Em 20 curtos poemas, encontramos "textos e imagens que falam do que sentimos em relação a tudo o que pertence ao nosso mundo: nós mesmos, os nossos familiares, os amigos, os colegas, os bichos e outros elementos da Natureza, os objetos que guardamos…"

Na sinopse lê-se que "em cada página, irás fazer uma DESCOBERTA, ao encontrares meninos que, como tu, vão aprendendo a conhecer-se melhor e a AMAR A VIDA com os seus segredos, sonhos, alegrias, medos e desafios. Quando a leitura chegar ao fim, verás que o teu CORAÇÃO ficará cheio de vontade de, como os pássaros, levantar voo para a GRANDE AVENTURA DO ENCONTRO com os AMIGOS que já tens e os que virás a ter! Como os pássaros vamos voar. Todos somos diferentes e merecemos respeito e compreensão, independentemente das nossas características, gostos e desejos."

Os livros desta colecção têm o selo do Plano Nacional de Leitura e incluem um DVD com a história em vídeo, narração em língua gestual, versão em Símbolos Pictográficos para a Comunicação (SPC), tabelas SPC para exploração da história e actividades interactivas sobre os conteúdos do livro. É ainda possível obter a versão em Braille.

A sessão de lançamento deste livro de Maria Teresa Maia Gonzalez e Raquel Pinheiro que contou com representantes de vários serviços do Ministério da Educação, Câmara Municipal e outras entidades de Cascais foi exactamente uma aventura festiva de encontros. Ao extraordinário desempenho da escritora Isabel Alçada, que tinha a cargo a apresentação da obra, juntaram-se as leituras feitas pelos alunos, a música e mesmo o bailado. No final, autora e ilustradora autografaram o livro para muitos dos presentes.

Para ver fotos da apresentação do livro abra o álbum Como os Pássaros.

 A Direção-Geral da Educação, a Câmara Municipal de Cascais, o Agrupamento de Escolas da Alapraia e a CERCICA convidam para a apresentação do livro Como os Pássaros.

A sessão de lançamento terá lugar no próximo dia 26 de setembro, pelas 15.00h, no Agrupamento de Escolas da Alapraia.

O livro foi escrito por Maria Teresa Gonzalez e ilustrado por Raquel Pinheiro. Vai ser apresentado pela escritora Isabel Alçada.

Como os Pássaros é o terceiro livro da Coleção Todos a Ler, através da qual se disponibilizam obras em formatos que respondem às necessidades específicas de acesso à leitura de todas as crianças. O CANTIC foi responsável pela adaptação em SPC (Símbolos Pictográficos para a Comunicação) para crianças com dificuldades de comunicação e outras.

A sessão será presidida pelo Secretário de Estado da Educação, João Costa, e conta ainda com a presença da Secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência, Ana Sofia Antunes, e do Presidente da Câmara de Cascais, Carlos Carreiras.

Susana Tavares e Sónia BártoloPara começar bem o ano lectivo, a Direcção do Agrupamento de Escolas de Alcabideche organizou uma reunião de professores para divulgação de alguns dos projectos apresentados no Encontro Partilhar Vale a Pena.

A professora Sónia Bártolo trabalha na Escola do Centro de Medicina de Reabilitação de Alcoitão e, desde há vários anos, tem uma parceria com a professora Isabel Nunes, da Escola Básica de Alcabideche, de modo a criarem actividades conjuntas para os alunos que frequentam o espaço educativo do hospital e para as turmas da professora Isabel. Com a professora Susana Tavares, do CANTIC, apresentaram o conceito de TeleAula em hospital e os modelos educativos que a sustentam e uma parte das experiências pedagógicas que compõem estes anos de colaboração. Dos professores presentes, muitos foram também participantes desta história rica de inclusão.

Partilhar conhecimentos, projectos e histórias, e juntar-lhes o compromisso de tornar ainda melhor a etapa que agora começa é uma excelente forma de começar o novo ano e de inspiração para o continuarmos com disponibilidade e entrega.

Pode ver mais algumas fotos da reunião no álbum Partilhar Vale a Pena 2.

Trabalho com bonecos da Playmobil por ocasião dos Jogos ParalímpicosO Núcleo de Educação a Distância da Universidade Estadual Paulista vai realizar um curso de audiodescrição, destinado a profissionais, nomeadamente jornalistas, tradutores, linguistas e professores,  que pretendam saber mais sobre a tradução de imagens dinâmicas e estáticas para pessoas com deficiência visual.

A audiodescrição é uma técnica de acessibilidade que consiste na tradução de conteúdos visuais em informação sonora de modo aqueles conteúdos acessíveis a pessoas cegas ou com baixa visão.

Apesar das primeiras tentativas formais de audiodescrição terem mais de três décadas - pode ler uma pequena história da audiodescrição no sítio da Unidade Acesso - não é comum encontrar informação detalhada sobre esta técnica.

O curso está mesmo a começar. Para saber mais pormenores sobre os custos, programa ou objectivos, veja a página Princípios e Técnicas da Audiodescrição: Aplicabilidade em Contextos Culturais Educacionais.

O Curso começa no dia em que começam os Jogos Paralímpicos e, por isso, escolhemos uma imagem com bonecos da Playmobil fotografados para representar as modalidades paralímpicas - pode ver mais na página de Facebook de Heberth Sobral.

Votos de um bom ano lectivo 2016-2017.