Se não gastou todas as energias num dos muitos, divertidos e cada vez mais variados carnavais do nosso país, deixamos uma sugestão para esta curta interrupção das aulas.
O filme Amizades Improváveis (The Fundamentals of Caring) conta a história da relação entre Ben, um escritor reformado, pai destroçado e divorciado relutante e Trevor, um jovem com distrofia muscular e um sentido de humor muito próprio.
O filme foi apresentado pela primeira vez em Janeiro de 2016 no Sundance Film Festival. No final de Junho foi lançado mundialmente através do Netflix. Baseia-se no livro The Revised Fundamentals of Caregiving, de Jonathan Evison.
A história começa depois de Ben, marcado por uma tragédia pessoal que lhe destruiu a vida, decidir fazer um curso sobre os fundamentos do cuidador. Ao procurar emprego, encontra Trevor, o seu cliente, que passa o dia a ver televisão, a comer waffles e a fazer piadas normalmente relacionadas com a sua doença. Muito depressa, a relação ultrapassa o credo que Ben aprendeu no curso de seis semanas e desemboca numa viagem pelos lugares que Trevor tinha coleccionado nos programas a que assistia.
Afinal, a viagem revelar-se-á muito mais louca do que os planos iniciais prometiam e torna-se numa fonte de descobertas, reencontros e amizades.
O livro Amizades Improváveis foi traduzido para português em 2015. O filme está disponível através do serviço Netflix.

1

Apesar de mexer só o dedo, isso não me impede de mexer o mundo. (David Varela)

O David Varela foi o primeiro aluno em Portugal a terminar a licenciatura por videoconferência. Escolheu Sociologia, no ISCTE, e conclui o curso em 2012. Em seguida, escolheu um mestrado em Economia Social e voltou ao ISCTE, tornando-se no primeiro aluno a frequentar o mestrado por videoconferência.
Fez parte da direção nacional da Associação Portuguesa de Doentes Neuromusculares entre 2013 e 2014 e, em meados de 2013, decidiu criar a Vem Vencer, uma associação de apoio a crianças, idosos e pessoas com deficiência. No ano seguinte, a Vem Vencer é declarada Instituição de Utilidade Pública.
Um dia, convidámo-lo para nos falar das vantagens e o papel das tecnologias na sua escolaridade e na sua vida. E fê-lo. Para além disso, encantou os ouvintes com o seu humor, a sua história e a sua forma de ser. Pode ver o vídeo da participação do David Varela legendado.

O David deixou-nos no dia 12 de fevereiro, serena e subitamente. Podemos dizer que era assim que geria o seu dia a dia, com a imediatez calma de quem queria viver uma vida plena e construir caminhos novos.

Ser o primeiro, para abrir portas para os primeiros. Porque todos somos primeiros. (David Varela)

 Hoje propomos um jogo criado em JClic que consiste em encontrar as diferenças existentes entre dois desenhos aparentemente iguais.

Este conjunto de actividades foi criado para crianças que frequentam o Jardim de Infância. As actividades estão em sequência, por anos, de acordo com o grau de dificuldade. O número de actividades e o grau de dificuldade - número de diferenças a encontrar e complexidade das imagens - para as crianças de três anos é inferior ao número de actividades e dificuldade das actividades para os cinco anos.

Além disso, de modo a tornar os exercícios ainda mais agradáveis e evitar a rotina, há quebra-cabeças intercalados, com um número diferentes de peças dependendo das idades.

Para marcar o final de cada bloco de exercícios, e antes de voltar ao menu principal de escolha do grau de dificuldade, surge uma animação.

Este tipo de exercício é mais uma possibilidade do JClic e, apesar do valor pedagógico intrínseco das actividades que aqui deixamos, esta ideia pode ser usada com imagens que contenham números, quantidades ou outros temas e matérias que queiramos explorar de forma lúdica.

Descarregue as actividades JClic Encontrar as diferenças (formato .zip) e descomprima o ficheiro encontradiferencas.zip para a pasta Encontradif. Depois, a partir do JClic, abra o ficheiro encontradif.jclic.zip nessa pasta.

Se tiver dificuldades no processo ou sugestões de melhoria, não se esqueça de nos contactar.

""Hoje é #DiaDaInternetSegura, diz-nos a Google.

Mas primeiro já o tinha dito a Equipa de Recursos e Tecnologias Educativas da Direção-Geral da Educação que organizou para hoje uma sessão de videoconferência sob o tema Marca a diferença: Unidos por uma Internet melhor, de forma a comemorar o Dia da Internet mais Segura. As iniciativas que têm sido lançadas pretendem informar e proteger os utilizadores através da criação de materiais informativos e canais de apoio divulgados no site Seguranet e em eventos por todo o país.

A sessão de videoconferência Seguranet integra-se na iniciativa Líderes Digitais, que visa a promoção de comportamentos de utilização segura da internet, através da formação de jovens que possam ser mensageiros da utilização responsável das tecnologias digitais junto dos seus colegas e dos adultos da comunidade educativa.

Durante a sessão, que decorreu na EB23 José Cardoso Pires e em muitos outros pontos do país, foram partilhados materiais que podem ser usados para trabalhar temáticas como a pegada digital, o bullying, o cyberbullying, etc.

Dentre eles, o portal The Web We Want agrupa um conjunto de recursos estruturados como planos de aula, um manual para adolescentes e um manual para educadores que facilitam a tarefa de alunos e docentes no sentido de promover hábitos que ajudem à criação da internet que queremos.

Deixamos também a apresentação que serviu de base à sessão de videoconferência Seguranet (ficheiro Powerpoint, 9 MB) e que contém apontadores para muito mais recursos.

Na sua escola, que alunos utilizam o computador e a internet diariamente e são efectivamente Lideres Digitais? Desafie-os a receber formação para serem conselheiros Seguranet!