Saltar para o conteúdo

O XXI Governo Constitucional elege, como um dos seus objetivos principais na área da Educação, a promoção de uma escola de qualidade para todos, em que o sucesso escolar se constrói com a inclusão plena de todos os alunos, através da adoção de medidas que lhes garantam o acesso ao currículo e a aprendizagens significativas e efetivas. Empenhado em dar cumprimento ao desígnio suprarreferido e após um longo processo de reflexão e auscultação de um conjunto alargado de individualidades e instituições, decidiu o Governo criar um novo Regime Legal da Inclusão Escolar, cuja proposta se encontra em consulta pública na página da DGE até 30 de setembro de 2017.

Ainda no âmbito da consulta Pública do Regime Legal da Inclusão Escolar, a Direção-Geral da Educação promove a realização de um Ciclo de Encontros com a seguinte calendarização e localização:

Calendarização e Localização

25.09.2017 - Olival, Vila Nova de Gaia - (Início 10:00H: Encerramento 13:00H)
Auditório do Olival

25.09.2017 - Coimbra - (Início 14:30H: Encerramento 17:30H)
Conservatório de Música

29.09.2017 - Lisboa - (Início 10:00H: Encerramento 13:00H)
Auditório Cardeal Medeiros da Universidade Católica Portuguesa

Inscrições

As inscrições decorrem até dia 22 de setembro para os encontros a realizar em Olival e em Coimbra e até dia 28 de setembro em Lisboa, em: http://area.dge.mec.pt/encontro

Contacto

Endereço eletrónico: dseeas@dge.mec.pt

Programas

Auditório do Olival, Vila Nova de Gaia
Conservatório de Música de Coimbra
Auditório Cardeal Medeiros da Universidade Católica

[Fonte: Direção Geral da Educação]

Terminaram hoje as V Jornadas Pedagógicas de Vila Franca de Xira - Isto já não é o que era... Os desafios da escola no século XXI. No primeiro dia de trabalhos, na Fábrica das Palavras, a Biblioteca Municipal, tivemos oportunidade de ouvir Castro Caldas falar da necessidade de diálogo entre a neurociência e a educação, com investimento numa disciplina nova - ciência da translação, da relevância da intervenção pedagógica como peça fundamental do desenvolvimento das crianças e jovens e da repetição activa de procedimentos - entre eles a leitura - como motor para a criação de áreas específicas no cérebro que optimizem esses procedimentos. David Rodrigues aproveitou uma frase de Jorge Luís Borges - O verdadeiro labirinto é o deserto - para rever o tema das Jornadas e dizer que Isto nunca foi o que era, falar da importância das bibliotecas enquanto espaços privilegiados de criação de referências e, por isso, verdadeiros espaços anti-deserto e espaços de relação, ingrediente fundamental da aprendizagem. Fernando Franco, falou de ambientes educativos inovadores, as chamadas salas de aula do futuro, e deixou-nos um mapa do país com as escolas onde estas experiências têm espaços específicos. Carlos Pinheiro falou dos desafios e oportunidades da leitura digital e Maria José Vitorino concluiu com uma provocação sobre a importância de prevermos o futuro construindo-o com o nosso compromisso diário. A fechar a manhã, alguns alunos declamaram textos de autores portugueses, acompanhados de uma belíssima apresentação multimédia.

A tarde, no Museu do Neo-Realismo, contou com o relato das experiências de Erasmus+ de uma dezena de alunos de cursos profissionais e a apresentação do Livro Livre, um projecto de Francisco Bairrão Ruivo e Danuta Wojciechowska um projecto que desafio os leitores mais jovens a tornarem-se escritores através do relato das memórias de quem viveu o 25 de Abril. O dia terminou com novo momento cultural, depois da apresentação do projecto Mithós a Ler.

No segundo dia das Jornadas, na Escola Reinaldo dos Santos, os participantes escolheram oficinas sobre diversas temáticas. Como referimos na semana passada, a oficina de criação de livros adaptados foi dinamizada pelo CANTIC (CRTIC Amadora). Depois de uma introdução sobre as razões para adaptar livros e as adaptações mais comuns, foram mostradas vários exemplos de livros - entre os quais três extraordinários trabalhos disponíveis na Biblioteca Reinaldo dos Santos - os formandos foram desafiados a criar pequenos projectos de livros, com bases em temas diversos. Os resultados estiveram à altura da criatividade dos professores - uma história dominó, uma caixa de ovos ou um livro para aprendizagem dos números e das estações do ano, uma nau que transportava fragrâncias do Oriente e de outras paragens, um rei e uma rainha para muitas histórias futuras ou ainda uma história fria com gelados e formas geométricas e uma apresentação cheia de energia. Deixamos um curto registo fotográfico destes momentos no álbum V Jornadas Pedagógicas de Vila Franca de Xira.

Para todos os que nos honraram com a sua participação empenhada na oficina - e para todos os professores portugueses -, votos de um excelente ano lectivo.

Quintas jornadas pedagógicas Vila Franca XiraPara começar o ano letivo da melhor forma, o Centro de Formação de Professores Infante D. Pedro promove a ação de formação V Jornadas Pedagógicas Vila Franca de Xira - Isto já não é o que era... Os desafios da escola no século XXI, a 11 e 12 de setembro, já na próxima semana.

Entre as várias propostas disponíveis nos dois dias deste evento, conta-se a oficina Criação de livros adaptados, dinamizada na tarde do dia 12 de setembro pelo CANTIC (CRTIC Amadora).

A formação tem a duração de 12 horas (0,5 créditos) e os principais destinatários da ação são educadores de infância, professores dos ensinos básico e secundário e educadores (com acreditação), mas também poderão assistir mediadores de leitura, animadores, bibliotecários, técnicos de BM (sem acreditação).

Na atual sociedade da informação, a escola confronta-se com processos complexos de mudança, com implicações nos modos de aprender e de se exercer a ação educativa. Com esta formação, pretende-se a reflexão, a aprendizagem contínua e a melhoria da compreensão sobre a importância das novas tecnologias na escola e também sobre as boas práticas de ensino aprendizagem abrangentes a qualquer disciplina, integrando os formandos no novo paradigma da escola do século XXI.

A diversidade do formato (palestras, partilha de projetos e de boas práticas, e oficinas) quer possibilitar um leque diversificado de abordagens, privilegiando os domínios identificados como prioritários para aprofundar, discutir e refletir.

Para saber mais sobre este evento formativo e realizar a sua inscrição, visite a página V Jornadas Pedagógicas de Vila Franca de Xira.