Saltar para o conteúdo

Logotipo ISAAC 2014Uma boa surpresa para este ano foi a notícia de que a 16ª Conferência Internacional ISAAC, sob o tema DESCOBRIR A COMUNICAÇÃO/DISCOVER COMMUNICATION, se realizaria em Lisboa de 21 a 24 de Julho de 2014. É um evento gigantesco, com um significado e impacto proporcionais para empresas, utilizadores e seus familiares e profissionais da área da Comunicação Aumentativa.

Infelizmente, o custo da Conferência é elevado, pelo que muitos interessados não poderiam estar presentes. Uma excelente notícia, por isso, é poder ser voluntário e trabalhar 2 dos 4 dias da Conferência e participar gratuitamente nas diferentes actividades nos dois dias restantes. Para saber mais, leia a Carta Voluntários ISAAC 2014. Para se inscrever como voluntário, preencha o formulário Voluntários ISAAC 2014.

TIC@Portugal'14

É já no dia 4 de Julho, sexta-feira, que se realiza o Encontro TIC@Portugal - Encontro de Professores sobre Utilização Educativa das TIC. Esta iniciativa da EDUCOM consta de um programa comum e de programas específicos a decorrer em paralelo em vários pontos do país. Nós vamos estar presentes no Monte da Caparica, no espaço de divulgação de boas práticas para falar sobre TeleAula. Para saber mais sobre o programa nos vários locais, inscrição e outras informações, consulte a página do evento.

1

Quatro surdos convivemNo dia 11 de Abril de 2014, durante o no 3º Congresso Internacional de Educação de Surdos, a Fundação PT apresentou a Academia LGP, fruto de uma iniciativa da Fundação PT em parceria com o Centro de Educação e Desenvolvimento Jacob Rodrigues Pereira (CEDJRP). A Fundação criou um Canal MEO, aloja os vídeos no SAPO Vídeos, grava a voz-off e montagem de vídeos e doou equipamento de produção de vídeo ao CEDJR.

Neste momento, estão disponíveis 300 vídeos que explicam conceitos de Físico-Química, História e Matemática e que podem ser acedidos no site da Academia LGP e prevê-se que sejam 700 no final deste ano.

A Fundação PT agradece contributos para continuar a desenvolver a Academia LGP, por exemplo, através de sugestões sobre conteúdos disciplinares prioritários e respectivos anos de escolaridade.

Numa outra parceria, desta feita com a Khan Academy, a Fundação PT tem vindo a traduzir para português os conteúdos disponíveis na conhecida plataforma criada por Salma Khan. Os quase 500 vídeos em português abrangem, por agora, as disciplinas de Física, Matemática e Química. Pode vê-los no canal Youtube específico ou no Sapo Vídeos.

[Foto de daveynin]

Computador numa abóboraUm jovem serralheiro português começou a cultivar abóboras gigantes no ano passado e os proventos decorrentes da venda têm sido usados para ajudar em causas solidárias. Actualmente, João Montes quer criar uma abóbora com mais de duzentos quilos para ajudar uma menina com fibrose quística.

Em 1998, o CANTIC submeteu o projecto TeleAula ao Programa Nónio Séc. XXI. Quando o projecto foi aprovado, adquirimos um sistema de videoconferência para que um aluno com fibrose quística pudesse ter aulas a partir de casa. A tecnologia envolvida foi crucial para um maior aproveitamento escolar e integração na turma, para um aumento significativo da presença física deste jovem nas aulas e para um conjunto de ganhos adicionais que não poderíamos de modo nenhum antever (tirar a carta e conduzir um carro emprestado diariamente até à escola, viajar até Paris para um tratamento, etc.). É fundamental, no entanto, perceber que “mais tecnologia na escola, por si só, não significa absolutamente nada” como dizia Secundino Correia num Encontro da Fundação Francisco Manuel dos Santos.

Foi o empenho dos professores e dos colegas e de toda a comunidade escolar que levaram à mudança de salas necessária, à criação do ambiente propício à videoconferência, à recolha de fundos para a viagem a França ou à procura de uma empresa para custear as comunicações.

Não bastam as tecnologias de apoio. É a sua implementação que pode fazer a diferença.

E, para que essa implementação seja eficaz, é necessária uma avaliação correcta das necessidades do aluno e a formação de todos os intervenientes - professores, pais auxiliares - mas também a monitorização, registo e reavaliação regulares da utilização das tecnologias. Estas têm que ser integradas no currículo e nas actividades diárias e devem concorrer para a consecução de um plano de trabalho específico criado para o aluno e com objectivos partilhados por todos.

Não há abóboras solidárias mas sim um João Montes solidário.

Não há tecnologias de apoio milagrosas… a não ser que o leitor assim queira!

Participantes encontro com o CANTIC (PINANDEE)No âmbito dos ciclos de sábado "Falando com quem faz", promovidos pela Pró-Inclusão - Associação Nacional de Docentes de Educação Especial, o CANTIC esteve no auditório da Escola Básica S. Vicente de Telheiras no dia 10 de Maio, a fim de divulgar o papel dos Centros de Recursos no apoio a alunos com necessidades educativas especiais.

Foram três horas em que os oradores Isabel do Carmo, Susana Esteves e Rui Fernandes partilharam o trabalho que o CANTIC tem vindo a desenvolver desde 1996. Falou-se na sua história, na organização dos Centros de Recursos TIC, no acompanhamento aos hospitais, nas várias tecnologias de apoio utilizadas diariamente e nas parcerias com instituições e empresas. Procurou -se, desta forma, promover a reflexão, suscitar o diálogo e divulgar práticas.

No decorrer do encontro surgiram várias questões mas ficou por responder a que se relacionava com as empresas que comercializam tecnologias de apoio. ...continue a ler "Falando com quem faz"

Imagem inicial da actividade GRID2O acesso indirecto através de varrimento possibilita a utilização de equipamentos e recursos que, de outro modo, não estariam disponíveis para muitos alunos.

No entanto, esta técnica só pode ser usada quando não há outras opções, por ser muito complexa e morosa. O utilizador está sempre dependente do varrimento de um conjunto de opções que pode ser vasto. Deixar passar a opção correcta implica novo ciclo de varrimento; seleccionar a opção errada implica novo ciclo (caso não seja necessário mais um ciclo para apagar o erro). Assim, o tempo de espera pela opção correcta obriga a enorme atenção e concentração. Encontrar a velocidade ideal é um processo que depende das características do aluno mas também pode depender do período do dia, nível de cansaço, etc.
Por isso, para utilizadores de varrimento, é fundamental simplificar tarefas. O GRID 2 tem algumas características que minimizam o esforço de uso como, por exemplo, a predição de texto para as tarefas de escrita.

A educadora Anabela Caiado partilhou teclados interessantes no espaço online da Sensory para o GRID 2. Para um aluno que usa vários destes teclados, decidimos alterar a mensagem inicial (no teclado Escolhe a palavra P) de modo a que se ouça a voz automaticamente. Desta forma, as mensagens e sugestões iniciais são ouvidas pelo aluno sem necessidade de cliques adicionais. O vídeo abaixo mostra o processo de alteração.

Fragmento do cartaz do II Congresso de Educação EspecialSob o tema Declaração de Salamanca: 20 anos depois..., realiza-se nos dias 16 e 17 de Maio, o II Congresso de Educação Especial no Campus do Instituto Superior de Ciências Educativas.

O Congresso propõe-se discutir e avaliar o impacto da Declaração de Salamanca, duas décadas passadas sobre a sua redação, analisar as parcerias actuais tendo em vista a inclusão e valorizar a posição do ISCE e de outras instituições formadoras na defesa da inclusão, através do seu papel na formação inicial e especializada. No Sábado é possível participar nos workshops da ANDITEC, AC-CAT e Imagina mas as inscrições são limitadas.

Para os congressistas que assim o pretendam, é possível obter 0,6 créditos uma vez que o Congresso está acreditado como Formação Contínua para a Docência.

As inscrições podem ser feitas até ao dia 12 de Maio para o endereço de correio electrónico do Congresso ou para o Centro de Formação de Loures Oriental.

Para mais informações e para descarregar a ficha de inscrição, pode consultar a página do Congresso no site do ISCE. O programa em formato PDF já está disponível.

1

Documento com formuláriosA realização de testes e fichas escritas, componente fundamental do processo de avaliação, coloca a muitos alunos dificuldades que ultrapassam o desafio intelectual inerente a estas provas. Para mitigar o esforço da resposta escrita, os alunos podem usar computador, ter mais tempo para realização das provas e, inclusive, criar com os professores estratégias de simplificação do processo de resposta (usar abreviaturas, responder por tópicos, etc.).
No caso de usarmos o computador, é importante formatar os documentos de modo a torná-los acessíveis aos alunos que os vão utilizar. Os formulários são uma ferramenta disponível nos processadores de texto que pode ser implementada de forma simples e rápida nas fichas e testes já existentes. A criação de campos de resposta permite uma navegação facilitada e o foco na tarefa e evita a alteração acidental do enunciado. Assim, os alunos com deficiência motora e alguns alunos com deficiência visual beneficiam destas adaptações porque podem usar o teclado (tecla TAB) ou um switch para navegar rapidamente entre os campos de resposta.
O vídeo abaixo mostra a utilização de campos de formulário no Microsoft Word 2003.
Pode também descarregar os ficheiros tutoriais em PDF sobre a construção de formulários na página do CANTIC

2

Caderno de comunicaçãoQuem usa software de comunicação aumentativa tem hoje uma enorme variedade de opções gratuitas e comerciais que podem dar resposta às suas necessidades.
Os programas comerciais (The GRID 2, Speaking Dynamically Pro, Comunicar com Símbolos) ou as aplicações para tablets (Vox4all e outras) são, normalmente, soluções mais completas e robustas mas são muitas também as vantagens dos Recursos Educativos Abertos e software gratuito (para além da disponibilidade imediata e das possibilidades de melhoria e participação no desenvolvimento).
O Picto-Selector, o SISCODIS, o TICO ou mesmo o Picto4me (extensão para o Google Chrome) são exemplos com características e potencialidades diferentes mas com aspectos positivos que podem responder a um número significativo de pessoas.
O Plaphoons é outro programa gratuito, criado por Jordí Lagares Roset, um professor de matemática catalão.
Disponível há muitos anos, foi evoluindo e sendo enriquecido pelo autor com as numerosas sugestões dos seus utilizadores. Por isso, para além de permitir criar tabelas para impressão ou uso no computador, pode ser usado para actividades curriculares. É possível voz de síntese e digitalizada, pode ser usado como teclado predição de texto e os teclados criados podem ser utilizados em tablets. As opções de varrimento permitem o acesso através de comutadores por pessoas com dificuldades motoras.
No vídeo que apresentamos abaixo mostramos a criação de duas tabelas ligadas, pensadas para utilização em contexto escolar - uma com actividades na sala de aula e a outra para a higiene.
Pode descarregar o programa e vários teclados exemplo na página de descarga ou ver mais informações na página do Plaphoons.

2

Foto do switch AugustusO varrimento é uma técnica de acesso indirecto usada geralmente por pessoas com dificuldades motoras severas para utilização do computador ou de outras tecnologias, como digitalizadores de fala.

Contrariamente ao acesso directo, em que se pressionam teclas num teclado ou itens num ecrã, por exemplo, os utilizadores de varrimento têm que esperar que o equipamento com que estão a interagir percorra os itens disponíveis e, em seguida, com a activação de um comutador, escolhem a opção desejada. Existem no mercado comutadores com diferentes, tamanhos e formas de activação. No entanto, é possível construir comutadores para responder a necessidades específicas. Hoje, partilhamos o esquema de construção do Switch Augustus, um comutador criado por um colega que utiliza um interruptor de campainha e que, pela sua resistência, pode inclusive ser accionado com o pé.

[Editado: O Switch Augustus, com um nome a fazer lembrar alta costura ou imperadores romanos, deve a designação ao professor Augusto, da EB23 Gaspar Correia. A partir das indicações do CANTIC, este colega construiu vários manípulos deste tipo, visualmente agradáveis e com uma resistência exemplar. Um dos manípulos tem resisitido a centenas, se não milhares, de pés - usamo-lo há vários anos em todas as demonstrações públicas que fazemos, para mostrar o controlo de um brinquedo com os membros inferiores.]

Visualize e descarregue os desenhos do Switch Augustus.

Pode ver um pequeno manual de construção de comutadores e interfaces para comutadores na página do Eng.o Antonio Sacco. Descarregue o manual em http://goo.gl/svIS41

Foto do Ambiente de TrabalhoUm ambiente de trabalho organizado facilita o uso do computador e pode minimizar as distracções e o tempo perdido em arrumações constantes.

Apesar de alguns alunos precisarem de alterações mais específicas, os passos seguintes podem ajudar.

Criar uma conta de utilizador
Se um aluno necessitar alterações significativas do Ambiente de Trabalho, crie uma conta de utilizador que permita o acesso directo a um espaço organizado à sua medida.

...continue a ler "Organização do Ambiente de Trabalho I"